Porque Investir em Ações na Bolsa de Valores?

Porque Investir na Bolsa de Valores
Investir na bolsa não é nenhum bicho de sete cabeças – contanto que você saiba o que está fazendo.

Quando algumas pessoas ouvem falar na bolsa de valores, ações, renda variável logo ficam com medo.

A bolsa é vista como um local em que predomina a sorte ou, pior ainda, a informação privilegiada, o ganho fácil para poucos, o jogo pesado e resultados incertos.

A maioria das pessoas relacionam o investimento em ações com perdas financeiras e dores de cabeça. É claro que todo esse medo dessas pessoas é gerado pela sua ignorância referente ao mercado e a Bolsa de Valores.

A visão de um mercado organizado, servindo ao interesse mútuo de poupadores e investidores e com retornos no longo prazo, é pouco disseminada.

Também é pouco disseminado o importante papel do mercado para as empresas, para os poupadores e para o desenvolvimento econômico do país.

Mas, antes de explicar porque você deveria investir em ações na bolsa de valores, é necessário explicar o que é a bolsa e o que é renda variável.

Vamos lá!

O que é a Bolsa de Valores?

Pense na Bolsa de Valores como uma grande feira, um grande mercado. É o local onde compradores e vendedores se reúnem para comprar ou vender fatias de empresas, ou seja, negócios.

O objetivo das Bolsas de Valores é o de criar um ambiente de negócios que estimule o interesse dos investidores em ações e promova ainda uma valorização dos papéis negociados.

Os mercados de ações costumam obedecer a lei da oferta e procura: quando a demanda superar a oferta, os preços sobem; ao contrário, quando o interesse pelas ações caírem o desejo de venda aumenta e os preços se desvalorizam.

O mecanismo de oferta e procura por ações é determinado pelo ambiente de negociação dos papéis em bolsa, pelas condições da economia (juros, taxa de crescimento econômico etc.) e percepções dos investidores com relação ao risco e desempenho da empresa.

O que é Renda Variável?

Um tipo de investimento é dito como investimento em renda variável quando não se conhece a sua taxa de rentabilidade e nem o seu prazo de resgate. Porém, se a escolha for criteriosa, diante de opções bem avaliadas e no momento certo, a aplicação em renda variável poderá proporcionar ao investidor um retorno maior do que o obtido em aplicações de renda fixa.

Geralmente os investimentos em renda variável são recomendados para prazos mais longos e para investidores com maior tolerância às variações de preço dos títulos, muito comuns nesse mercado.

A grande verdade é que aprender a operar no mercado custa tempo e dinheiro, assim como qualquer outra atividade que se queira desenvolver de forma profissional.

Porque Investir em Ações?

Comprar em ações é uma das várias formas de investimento que permite o indivíduo acumular patrimônio e riqueza, tais como comprar imóveis, títulos públicos, debêntures, LCA, fundos imobiliários, etc.

Comprar ações é comprar fatias de empresas, e portanto negócios.

Pode-se dizer que ao comprar ações de um determinado país, você acredita (baseado em seus critérios de investimento) , que a economia e situação financeira do país irá melhorar no futuro.

Em real, quando você compra ações, você na verdade está comprando o perspectivas financeiras boas no futuro dessa empresa.

Como investidor sério, você não deveria investir em uma empresa só porque ela é grande apenas, ou mesmo muito conhecida.

Você deve investir porque fez uma análise adequada de seu negócio, de sua saúde financeira, e consegue detectar um futuro próspero para essa empresa.

As ações possuem um viés natural de alta, porque no longo prazo uma empresa deve apresentar melhores retornos que investimentos em renda fixa, senão não faria sentido ela existir.

Mesmo no Brasil, em que as taxas de juro desde o início do Plano Real (1994) mantiveram-se em patamares extremamente altos, as ações de muitas companhias bateram com folga o retorno do CDI (taxa de juro praticada entre os bancos, que serve de referência para aplicações em renda fixa).

É claro que o preço da ação pode oscilar muito, mas em geral essas oscilações no preço das ações não alteram o desempenho da empresa e nem tampouco seus lucros e consequentemente seus dividendos.

Além disso, apenas uma parte dos lucros é distribuída nos dividendos, outra parte é usada para reinvestir na empresa, contribuindo para um crescimento futuro ainda maior (possibilitando dividendos futuros ainda maiores).

CONCLUSÕES

Quando se fala em investimento em ações a maioria sempre associa com cassino, local de sorte e azar, onde todos só querem roubar seu dinheiro.

A verdade é que o nosso país não tem a cultura de consumir de forma inteligente, de gastar menos do que se ganha e muito menos de investimentos.

Neste artigo você aprendeu que a Bolsa de Valores nada mais é que o local onde compradores e vendedores se reúnem para comprar ou vender fatias de empresas, ou seja, negócios.

Você também aprendeu o que é renda variável, categoria de investimentos recomendado para prazos mais longos e para investidores com maior tolerância às variações de preço dos títulos, muito comuns nesse mercado.

Ao investir parte do seu capital em ações (um ativo de renda variável) você está participando do capital de uma empresa, se tornando sócio e, de certa forma, contribuindo para o desenvolvimento econômico do país.

As ações possuem um viés natural de alta. Se os empresários e empreendedores, que criam empresas, não tivessem retornos maiores do que as taxas de renda fixa, ninguém abriria empresas.

No longo prazo uma empresa deve apresentar melhores retornos que investimentos em renda fixa, senão não faria sentido ela existir. 

Obviamente, o desempenho das ações no mercado vão depender, no longo prazo, do desempenho das atividades da empresa.

Se a empresa for lucrativa e gerar riqueza a seus acionistas, o preço de mercado de suas ações irão se valorizar.

 

Bons investimentos!

Receba novidades por email (é grátis!)

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Respeitamos sua privacidade. Nunca enviamos SPAM!
Porque Investir em Ações na Bolsa de Valores?
5 (100%) 4 votes