Custo Médio Unitário: Como compras regulares podem diminuir o risco (e porque você deveria considerar essa estratégia)

custo médio unitário
Como o investidor pode se beneficiar de compras regulares em sua estratégia de investimento.

O Custo Médio Unitário é uma estratégia em que o investidor coloca um valor fixo de dinheiro em um veículo de investimento (ações, títulos, etc.) seguindo um cronograma regular recorrente.

Digamos que você tenha uma grande quantidade para investir, por exemplo R$ 100 mil reais.

Você investiria todo o dinheiro imediatamente, ou você espalharia sua regularmente durante um período de tempo (digamos mensalmente)?

Se você escolheu a segunda opção, você pode estar optando por uma estratégia de investimento chamada de Custo Médio Unitário (CMU), do inglês unit cost averaging.

No entanto,  devemos perguntar, essa estratégia traz os melhores retornos no longo prazo? Ela substitui a alocação de ativos? Ela é ideal para mim?

Pensando nisso fiz esse artigo para explicar melhor sobre o Custo Médio Unitário, suas vantagens, desvantagens e porque você consideraria essa estratégia.

O que você vai aprender neste artigo:

  • Porque investir de forma regular no mercado pode reduzir riscos
  • Como o custo médio unitário pode ajudar diminuir emoções e comportamentos negativos
  • Qual a ligação entre alocação de ativos e o custo médio unitário (e como se aproveitar de ambas as estratégias)

Estratégia de Custo Médio Unitário

A estratégia do custo médio unitário (CMU) possui diversos outros nomes, tais como:

  • Dollar cost averaging – Custo Médio de Dólar (nos Estados Unidos)
  • Pound-cost averaging – Custo Médio de Libra (no Reino Unido)
  • Cost average effect – Efeito do Custo Médio (de forma generalizada)

O CMU tem com o objetivo principal  reduzir o impacto da volatilidade em grandes compras de ativos financeiros.

Ou seja, você realiza compras de ativos em porções iguais (ou próximo disso), em intervalos regulares, independentemente dos altos e baixos no mercado.

Ao dividir o montante total a ser investido no mercado (por exemplo R$ 100 mil reais) em quantidades iguais colocadas no mercado em intervalos regulares (por exemplo, R$ 1000 em 100 semanas), a CMU espera reduzir o risco de incorrer em uma perda substancial resultante do investimento de todo o “montante fixo” imediatamente antes de uma queda no mercado.

A técnica tem certa vantagens quando se busca diminuir a volatilidade em mercados que sofrem declínios temporários, porque expõe apenas parte da soma total durante o declínio.

Como a quantidade de ações que podem ser compradas por uma quantia fixa de dinheiro varia inversamente com seu preço, CMU efetivamente leva a mais ações sendo compradas quando seu preço é baixo e menos quando eles são caros.

A estratégia do CMU pode não ser a forma mais rentável para investir uma grande soma, mas certamente diminui o risco de passar por uma forte queda.

Por que fazer o custo médio unitário?

timming

Seria ótimo se pudéssemos comprar ações, ou outros tipos de investimentos, quando o mercado estivesse em baixa e vendêssemos quando o mercado estivesse em alta.

Infelizmente, os esforços para “prever o mercado” (o famoso timing) muitas vezes são contraproducentes, e os investidores acabam comprando e vendendo no momento errado.

Quando as ações caem fortemente, as pessoas muitas vezes ficam com medo e vendem. Então, quando o mercado volta a subir, elas perdem o potencial de retorno do mercado.

Por outro lado, quando o mercado de ações sobe, os investidores podem ser tentados a entrar cada vez mais (inclusive com somas expressivas). E isso tem um grande risco. Os investidores poderiam estar comprando no momento em que as ações estivessem próximas a cair.

Acredite, isso é mais comum do que se imagina.

A estratégia do custo médio unitário pode ajudar a atenuar a emoção de investir (principalmente dos iniciantes).

Ela obriga você a continuar investindo o mesmo (ou aproximadamente o mesmo) montante, independentemente das flutuações do mercado, potencialmente ajudando você a evitar a tentação de tentar prever do mercado.

Vantagens do custo médio unitário para o investidor

1 – Investir se torna um hábito

Disciplina é uma das armas do investidor de longo prazo.

Nada de atalhos, apostas ou grande tacada.

A consistência de poupar dinheiro e investir regularmente em ativos que tenham valor é o que farão o investidor enriquecer.

2 – Impede de tentar adivinhar o melhor momento de entrada

Tentar prever o mercado é a pior coisa que o investidor pode fazer. Isso é o que se chama timming.

Pesquisas recentes têm destacado os aspectos comportamentais da CMU, que permite aos investidores façam um trade-off entre o arrependimento causado por não tirar o máximo de um mercado em ascensão e o causado por investir em um mercado em queda.

Entre ficar arrependido por ter perdido a alta do mercado e o de investir em um mercado em queda, compras regulares podem ajudar a impedir o timming do mercado.

3 – Diminui a ansiedade e outros vieses cognitivos

Como investir se torna um hábito, a ansiedade diminui naturalmente.

O investidor não vai ficar preocupado se após suas compras o mercado vai cair fortemente, pois ele não terá investido grandes montantes de dinheiro.

Vieses cognitivos também podem ser combatidos, como excesso de confiança, otimismo, ilusão de controle, aversão a perda, dentre outros.

4 – Permite seguir uma estratégia

Como o investidor estará realizando compras regulares de montantes da mesma ordem de grandeza, espaçadas ao longo do tempo, o investidor tem tudo para se manter no curso de seus investimentos.

Se estiver usando também a estratégia de alocação de ativos, ele certamente vai se beneficiar do custo médio unitário (veja mais adiante).

Assim sendo, o investidor terá mais confiança em sua estratégia de investimento.

5 – Permite focar no longo prazo

A estratégia do CMU ajuda os investidores a entrar no mercado, investindo com a visão de longo prazo, bem mais do que poderiam estar dispostos se investisse todo dinheiro de uma vez.

Imagina que você investisse R$ 50 mil reais de uma vez. Se você não é um investidor experiente e sabe o que está fazendo, certamente  ficaria tão preocupado que perderia o foco de longo prazo.

Na melhor das hipóteses na primeira alta do mercado você poderia se sentir impelido a vender tudo, realizando lucro.

O que é uma péssima ideia para aqueles que tem foco no longo prazo.

Se você ainda não sabe o que é investir para o longo prazo, seguindo uma estratégia de Buy and Hold, sugiro ler os seguintes artigos:

Desvantagens do custo médio unitário

1 – Perda de retornos maiores

O CMU pode ser uma ferramenta útil na redução do risco. Mas os investidores que se envolvem nesta estratégia de investimento podem perder retornos potencialmente maiores.

Um estudo de 2012 da Vanguard descobriu que, historicamente, investir o seu dinheiro em uma quantia fixa versus custo médio unitário produziu melhores resultados 66% do tempo. Quanto maior o tempo o capital estivesse investido, maior a chance de que o investimento realizado uma única vez superasse a estratégia do custo médio unitário.

“Concluímos que, se um investidor espera que as tendências de alta no longo prazo do mercado continuem, esteja satisfeito com sua alocação de ativos-alvo e se sinta confortável com as características risco/retorno de cada estratégia, a ação prudente é investir o montante fixo imediatamente para ganhar exposição ao mercado o mais rapidamente possível”, escreveram os autores do estudo Vanguard.

Bem, investir todo montante de uma vez, para trazer maiores retornos, certamente acarretará em exposição a maiores riscos.

Se expor no mercado com grandes montantes vai exigir mais habilidade em análise de ativos, controle das emoções e uma mentalidade mais evoluída do investidor.

Eu já falei um pouco sobre risco e retorno em estratégias de investimento em outro artigo, que trata sobre carteiras concentradas e diversificadas. Para saber mais, acesse:

2 – Mais taxas de corretagem

A estratégia do custo médio unitário pode gerar mais taxas de corretagem, afinal o investidor vai comprar regularmente e não de uma única vez.

Caso seus custos sejam elevados, essas taxas podem prejudicar seus retornos.

Novamente, tem um porém aqui.

Se seus ativos tiverem valor, esses custos serão diluídos ao longo do tempo. E isso não é um grande problema.

Alocação de Ativos e o Custo Médio Unitário

custo médio unitário alocação de ativos

Na estratégia de alocação de ativos, o investidor realiza seus aportes de tempos em tempos, de forma periódica e baseado em quanto determinou o percentual dos ativos e em uma diversificação da carteira.

Essas compras periódicas ao longo do tempo favorece o investidor de forma que se beneficie do desbalanceamento da sua carteira.

Ou seja, ele termina comprando ativos que ficaram para trás, o que normalmente ocorre com os ativos que tiveram algumas desvalorização no mercado. Além de protegê-lo naturalmente, permitirá acumular mais ativos.

O conceito mais poderoso da estratégia do Custo Médio Unitário é a divisão de compras regulares de valores da mesma ordem de grandeza. O famoso “entrar devagar e regularmente”, para evitar as oscilações que ocorrem de tempos em tempos.

Mas, o que isso tem haver com Alocação de Ativos?

Tem haver que, ao invés de apenas rebalancear sua carteira comprando ativos que ficaram para trás, o investidor vai comprar o ativo regularmente. Isso significa que ele vai comprar montantes da mesma ordem de grandeza, sem precisar comprar todo aquele ativo de uma vez só (o que poderia deixar exposto demais a volatilidade natural do mercado)

A combinação da estratégia de Alocação de Ativos com o Custo Médio Unitário através de compras periódicas, possuem três grandes vantagens:

  1. Abrem janelas de oportunidade para comprar ativos de valor negociados a preços mais baixos – o que aumenta a quantidade de ações compradas;
  2. Permite o balanceamento da sua carteira, diminuindo o risco;
  3. Impede que você invista grandes montantes de uma vez. Ao fazer compras regulares em quantias aproximadamente iguais, vai diminuir os efeitos das oscilações de preço no curto prazo.

CONCLUSÕES

A estratégia do Custo Médio Unitário é baseado compras de ativos em intervalos regulares.

Ao realizar compras fixas espaçadas no tempo, o investidor está tentando se livrar a volatilidade do mercado. Ela tira proveito de mergulhos no preço e faz com que o investidor não precise se preocupar em comprar topo do mercado.

Neste artigo vimos 5 grandes vantagens dessa estratégia para os investidores:

  1. Investir se torna um hábito
  2. Impede de tentar adivinhar o melhor momento de entrada
  3. Diminui a ansiedade e vieses cognitivos
  4. Permite seguir uma estratégia
  5. Permite focar no longo prazo

Essa estratégia é ideal para investidores iniciantes e defensivos, que desejam se ver livres da responsabilidade de escolher quando e a que preço comprar seus ativos.

Porém, como tudo na vida essa estratégia possui desvantagens. Ela pode não trazer melhores retornos para a carteira do investidor (conforme o estudo da Vanguard prova) e também acarreta em maiores custos de corretagem.

A estratégia do Custo Médio Unitário, assim como as estratégias de Alocação de ativos e Diversificação, ajudam a mitigar os efeitos negativos da volatilidade do mercado. Juntas, permitem 3 grandes vantagens:

  1. Abrem janelas de oportunidade para comprar ativos de valor negociados a preços mais baixos – o que aumenta a quantidade de ações compradas;
  2. Permite o balanceamento da sua carteira, diminuindo o risco;
  3. Ao fazer compras regulares e aproximadamente iguais, diminui os efeitos das oscilações de preço no curto prazo, diluindo o risco da carteira.

 

E você, o que achou do custo médio unitário?

Conte-nos um pouco sobre suas estratégias!

 

Bons investimentos!

 

Fontes de consulta

  • https://en.wikipedia.org/wiki/Dollar_cost_averaging
  • https://www.thebalance.com/dollar-cost-averaging-356331
  • http://www.investopedia.com/terms/d/dollarcostaveraging.asp
  • https://www.fool.com/investing/2016/10/27/3-things-to-know-about-dollar-cost-averaging.aspx
Receba novidades por email (é grátis!)

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Respeitamos sua privacidade. Nunca enviamos SPAM!
Custo Médio Unitário: Como compras regulares podem diminuir o risco (e porque você deveria considerar essa estratégia)
5 (100%) 9 votes